A Sucupira e as Sementes de Sucupira

Sementes de Sucupira-branca

Sementes de Sucupira-branca

Várias Sucupiras: O Brasil tem pelo menos oito espécies dessa rica árvore, mas apenas uma é considerada verdadeiramente medicinal.

De acordo com os catálogo de plantas brasileiras, podem ser encontradas pelo menos oito árvores em nossas florestas, cuja nomenclatura popular seja Sucupira. Entre essas árvores, podemos citar o Amendoin-falso, o Amendoin-bravo, a Sucupira-preta, a Sucupira-branca, o Chico-pires, o Angelim e o Carvoeiro. Essas plantas ainda podem ser conhecidas como fava-de-sucupira, sucupira-lisa, Fava-de-santo-inácio e Faveiro.

A existência da Semente de Sucupira é mais comum nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas gerais, Piauí, São Paulo e Tocantins.

O Instituto de Botância de São Paulo fez a Sucupira-preta (Bowdichia virgilioides, também conhecida como Sucupira-amarela) constar numa lista de plantas em risco de extinção. Esse espécie tem sementes pequenas e avermelhadas.

A espécie utilizada na medicina popular, contudo, é a Sucupira-branca (Pterodon emarginatus e ainda Pterodon pubescens), de sementes claras.

O óleo da casca da Sucupira-branca e de suas sementes tem aplicações fitoterápicas em combate ao Reumatismo, e os nódulos de sua raíz (também chamados de Batatas-de-Sucupira, têm aplicação contra o Diabetes. Já o óleo de seus frutos serve na profilaxia da Esquistossomose.

Fonte: Wikipedia.

Curta e Compartilhe!